Banner
Banner
Banner

Atendimento Online

Receba um resumo das notícias por e-mail
Área de Download
Mostrar Cesto
O seu Cesto encontra-se vazio no momento.

Cálculo de IMC

Calculadora IMC
Peso: kgs
Altura: m cm
Como anda seu coração?

Caminhar e suar protegem o coração. Há muito que a medicina, em especial a cardiologia, vem preconizando como estratégias para a promoção da saúde mudanças no estilo de vida. Quais sejam: uma dieta balanceada entre lipídios, carboidratos e proteínas, abstenção de tabagismo, ingestão leve de bebidas alcoólicas e atividade física regular. Destas medidas, sem dúvida, o exercício físico vem ganhando em destaque pelos comprovados efeitos benéficos em toda a economia orgânica, inclusive a psíquica.

Outro problema que vem ganhando destaque crescente nos últimos anos é a obesidade. Entre as suas causas citam-se a comodidade da vida moderna; quando as pessoas dispõem de dispositivos e controles remotos até mesmo para acionar , abrir e fechar as portas de automóveis e residências, elevadores
para subir um ou dois andares e tantos outros utensílios, que dispensam o simples exercício de mãos ou pés. Do ponto de vista fisiopatológico , a obesidade ainda traz consigo outros graves corolários como hipertensão, diabetes, taxas altas de colesterol , triglicerídios e ácido úrico, resistência à ação da insulina nos diabéticos ou não diabéticos, risco ao infarto do miocárdio , baixa tolerância ao estresse do esforço físico laborativo , estigma social como individuo pouco produtivo e discriminação sócio-profissional. O exercício físico continuado e bem orientado representa uma importante mudança nestes vieses patológicos da obesidade , atuando favoravelmente em todas as suas comorbidades.

Um importante efeito do exercício no excesso de peso é sua eficácia não somente de consumir massa gordurosa, mas comprovadamente com um incremento na taxa metabólica nos períodos de repouso, aumento das enzimas lipolíticas (consumo de gordura entre as sessões), redução do apetite por redirecionamento das reservas de glicose e gordura para a circulação na fase de esforço, além de aumentar a atividade da insulina nos diabéticos ou pré-diabéticos.

A pressão arterial cai tanto no hipertenso quanto em pessoas ditas pseudo-normais ou seja: com tendência a níveis mais altos do que os recomendados pela sociedade brasileira de hipertensão(120/80 mmhg) em repouso).

Um beneficio significativo da atividade física regular se dá no coração, mesmo nos portadores de alguma forma de cardiopatia. Ressaltando que neste caso a prática do exercício requer uma prévia avaliação com cardiologista. Os efeitos mais notados no coração se destacam como : uma dinâmica circulatória mais vigorosa devida à uma hipertrofia fisiológica e bem harmônica do miocárdio, menor sensibilidade às arritmias induzidas pelo estresse psicológico(adrenalina) e menor risco ao infarto agudo. Outros grandes benefícios gerais auferidos com a prática de exercício são : liberação de substâncias cerebrais , as endorfinas.

A endorfina é quimicamente semelhante à morfina (o analgésico sintético mais potente) ou ópio, cujos principais efeitos são : euforia, bem-estar físico e mental, sensação de prazer. Ou seja, estas substâncias constituem o melhor prozac ou lexotan natural que o próprio organismo produz através do estimulo da atividade física.

As taxas de colesterol, triglicerídios, ácido úrico, glicose(diabetes ou não) tendem à normalidade. A sensação de prazer, de satisfação , de capacidade produtiva, de realização pessoal, de auto-suficiência, a qualidade do sono, o aumento da afetividade e amor pelo cônjuge e pela vida se tornam mais revitalizados no praticante de atividade física.

 

Por Dr. João Joaquim de Oliveira - Cardiologista